( Anna Muller )


  A ti entrego, as lembranças mais sentidas,

Aquelas que fizestes melhor por mim;

Pois desse bem, elas são as mais doridas,

As que me deixaram tão doente assim.


A ti, entrego a lágrima derramada,

que chorou por ti, toda a tua saudade;

dos momentos em que me senti amada,

pelos olhos que diziam a verdade.


A ti, entrego palavras que escutavas,

ao dizer o quanto te fui especial;

do sorriso lindo que te encantavas,

ao dizer que um dia seria real.


A ti, entrego todos os sonhos vividos

todos eles que o oceano cruzaram;

os desejos normais, simples e impávidos

que alma e coração, por muito te amaram.


A ti, entrego a febre que me domina,

numa ardência constante de tão forte;

o teu desprezo nem mais me abomina,

ele é tão indiferente quanto a morte.

 

 

                       

 

 

Gostou desta página?
Que tal enviá-la a alguém especial?

Seu Nome:
Seu E-mail:
E-mail de seu Amigo(a):

Mensagem(+ ou - 20 palavras):

Depois de enviar, a msg continua aqui,
basta fechar esta página.