Manuel Veloso Cristóvão


 


 

Fugidos ao tempo voando no espaço
 
Vivendo o presente sem medo ao futuro
 
e nunca lembrando quanto o mundo é duro
 
fruímos a benção! nenhum embaraço!


 

Oferta de Deus sem preço nem juro
 
Ele nos acolhe em seu doce regaço!
 
De verdade e vida qual fruto maduro
 
Seu amor nos nutre e em cada pedaço


 

fortalece a mente e também nosso braço.
 
Gratos Te estamos! Ergueste alto muro
 
que do mal nos separa e torna mais puro
 
nosso amor junto ao Teu!
 
Aperta o Teu laço!