( Iramoema Ribeiro )


Ah!  essa cigana linda e faceira

que canta e dança ao redor da fogueira 

incendiando todos os corações.

Essa cigana criança, essa cigana mulher

que sempre sabe o que quer 

quando se depara com o amor.

Essa cigana festeira que

segura a saia, toda fagueira

nos cabelos sempre uma flor.

Essa cigana calma e constante

que espera o seu cigano distante

além, muito além do horizonte

tem o coração abrasador.

Olhando a noite as lareiras

as vezes para, pensa medita,

lê a sua própria dita

que ainda vai viver na vida

 seu grande momento de amor.

 Cigana que chora e sorri ...

E que sempre a contemplo.

Essa que sabe dar tempo ao tempo

 a espera de  ver o seu cigano chegar.

Essa cigana que ainda ninguém entendeu

essa cigana....   sou eu!

 

 

 

 

                                   

 

                

Gostou desta página?
Que tal enviá-la a alguém especial?

Seu Nome:
Seu E-mail:
E-mail de seu Amigo(a):

Mensagem  (+ ou - 20 palavras):

ATENÇÃO:

Depois de enviar, a msg continua aqui,
basta fechar esta página.

 

Copyright © 2004, Iramoema Ribeiro - Todos os direitos reservados-