( António   Zumaia )

Sines  -  Portugal

 

   

Foi apenas um dia… 

Que houve o esplendor do divino…

Felicidade plena, de amar.

Colher o fruto feminino…

Foi dor … esse dia acabar.

 

Foi apenas um dia…

 

Esses olhos deram-me a vida ;

Renderam-se ao meu prazer.

Revelaram-te agradecida,

por te colocar a viver…

 

Foi apenas um dia…

 

E teu coração se encantou,

soluçando na melodia…

No meu triste fado encontrou,

o carinho, que pretendia…

 

Foi apenas um dia…

 

Em que todo o amor existiu.

Nossos corpos foram a chama,

o meu docemente cobriu,

como o lençol, da tua cama…

 

Foi apenas um dia…

 

Olhamos docemente o mar…

Na sua brisa confiamos,

a doce alegria, de amar…

E por ele, nos separamos.

 

 Foi apenas um dia…

 

Dia que sempre existirá…

Que por nós será recordado.

Pois … nesse dia nascerá,

a felicidade … ser amado.

 

Houve tanta beleza e amor,

que do teu encanto irradia…

Que deu-me a vida, minha flor…

E tudo isto … num simples dia.

 

 






Gostou desta página?
Que tal enviá-la a alguém especial?

Seu Nome:
Seu E-mail:
E-mail de seu Amigo(a):

Mensagem(+ ou - 20 palavras):

Depois de enviar, a msg continua aqui,
basta fechar esta página.


  




Graphics by Cathie Designs ©