Lá está a manjedoura

Meio ao feno seco deitada

Uma Criança é adorada

Dos lábios inocentes

Esboça um sorriso enternecido

Do alto uma estrela de intenso brilho anuncia

A chegada do Messias

Vem libertar a humanidade do pecado original

E por amor...

Doa sua vida ao justo e ao pecador

Dois mil e nove anos se passam

Outra vez é Natal

Renasce a Criança cheia de graça

Não há  manjedoura

Nem estrela anunciadora

Se o coração do homem

Trancado estiver não haverá espaço

Para o toque do sorriso do Menino

Que de carne não se faz presente

 Mas que nunca esteve ausente

Para aqueles que mantém acesa a esperança

Que se finde no mundo as guerras

Que a PAZ possa ser eterna

Que a Humanidade se afine

Dê um passo firme

A reconhecer do Natal o verdadeiro sentido

Em suas ações refletindo

Abrindo o coração e acolhendo

A Jesus Cristo nascendo

Não em apenas um dia do ano

Mas durante o ano inteiro

 

Aracaju _ Sergipe_ Brasil

Dinah Potyra

22 de Dezembro de 2005

 

 

Á todos os  amigos e visitantes do nosso site Feliz Natal
 e um Ano Novo cheinho de realizações.



www.iramoema.com