Te devolvo
 
( Lena mais )
 
 

 
 
Temperaturas extremas
 eu quente, tão ardente...
não consegui aquecer
teu frio, tão indiferente...
 
Devolvo-te os abraços
chegaram por cá tão gélidos
nem sequer me tocaram
 
Devolvo-te os sonhos
tão calculados e poupados
chegaram apenas pálidos
 
Devolvo-te teus perfumes
tão guardados sem fetiches
evaporaram no ar
 
Devolvo-te os beijos
tão ponderados e medidos
chegaram sem paladar
 
Devolvo-te os carinhos
tão emaranhados
chegaram sem provocar
 
Devolvo-te o passe de vinda
...à passos tão miúdos,
jamais sentiria o meu chão
 
Devolvo-te o teu amor
talvez passe...
num controle de qualidade
ou mesmo um laboratório
e saia mais apurado
 
O meu amor? Vou levando...
não consegui arrancá-lo
deste tolo coração

 

 

 


 


 

 

 


 

Gostou desta página?
Que tal enviá-la a alguém especial?

Seu Nome:
Seu E-mail:
E-mail de seu Amigo(a):

Mensagem(+ ou - 20 palavras):

Depois de enviar, a msg continua aqui,
basta fechar esta página.